Memória sem esforço

Cientistas descobriram como memorizar de forma mais fácil, praticamente sem esforço com apenas duas chaves:

1) Contemplação ou repouso total de 10 a 15 min entre as leituras.
2) Interferência mínima – não uso de celulares, tablets, notebook, etc. – deixando o cérebro livre para apreender o que foi lido.

“Antigamente, pensava-se que isso (a consolidação da memória) acontecia principalmente durante o sono, com uma maior comunicação entre o hipocampo – onde as memórias são formadas pela primeira vez – e o córtex, um processo que pode construir e fortalecer as novas conexões neurais que são necessárias para a lembrança posterior.

Essa intensa atividade noturna pode ser a razão pela qual muitas vezes aprendemos coisas de forma mais eficaz antes de dormir. Mas, em linha com a pesquisa de Dewar, um estudo realizado em 2010 por Lila Davachi, da Universidade de Nova York, nos Estados Unidos, descobriu que a solidificação da memória não se limitava ao sono, e que atividade neural semelhante ocorre também durante períodos de repouso.

Na pesquisa, os participantes foram primeiro convidados a memorizar pares de imagens – combinando um rosto com um objeto ou uma cena. Então, puderam se deitar e deixar suas mentes vagarem por um curto período de tempo”. (Fonte: https://goo.gl/JjciXY)